Construindo Sobre a Rocha

Fundações ajudam a proteger nossas casas físicas do desastre. Sobre o que esta construída a nossa vida ? Qual é a nossa fundação para nos proteger do desastre espiritual?
Jesus Cristo, muitas vezes ilustrava Seus ensinamentos com parábolas. Alguns delas parecem fáceis de entender, mas escondem um significado mais profundo.

 

A parábola dos dois construtores (Mateus 7:24-27 e Lucas 6:47-49) é uma história fácil de entender que resume algumas das lições que Jesus deu no Sermão da Montanha.
Com base na sua experiência em carpintaria e Seu conhecimento de construção, Jesus demonstrou a importância de uma base adequada.

 

A parábola dos construtores

 

Jesus descreveu dois homens que cada um construiu uma casa. Ele não mencionou qualquer diferença entre as suas competências e recursos. A única variável que Ele identificou era onde cada um escolheu para construir. Jesus observou que, com base em suas escolhas, um homem era sábio e o outro era tolo.

 

O homem que fez a melhor decisão sobre onde construir era um sábio construtor, porque ele escolheu a Rocha como sua fundação. Podemos nos perguntar, como ele chegou a essa decisão? O que o convenceu a construir sobre a rocha? Jesus não diz.

 

Com certeza foi difícil firmar os alicerces sobre a rocha. Poderia ter levado muito tempo para trabalhar em torno de afloramentos rochosos e na fixação da estrutura para a base. Foi um desafio construir em terreno rochoso, teria levado tempo, paciência e trabalho duro redirected here. Mas o sábio parece ter considerado tais fatores e ter acreditado que valeria a pena o esforço.

 

Construindo sobre a rocha sua casa poderia suportar as tempestades inevitáveis que viriam.

 

O construtor tolo não era necessariamente um homem ruim, apenas aparentemente, um míope e tolo. Foi porque ele tinha muito o que fazer ou estava com pressa de ter uma casa e continuar com outras preocupações? Nós não sabemos. O que ele sabia sobre a construção, mas aparentemente não considerou que a fundação era importante o suficiente para investir mais tempo. Sua preocupação parecia ser no presente e em obter a casa rapidamente.

 

Baseando-se no solo arenoso teria sido mais fácil. Sem tirar o máximo de tempo para preparar a fundação, todo o projeto foi concluído com certeza mais rapidamente. O construtor tolo não parecia preocupado com as tempestades inevitáveis.

Algum tempo depois desse homens concluírem suas casas, uma dessas tempestades severas danificou ambas as estruturas. Torrentes de chuva desceram sobre as colinas rochosas. Riachos e rios transbordaram. Inundações de água lavaram o solo arenoso.

 

A casa construída na rocha sobreviveu à chuva, mas a casa sobre a areia foi demolida. Jesus declarou: “E foi grande a sua queda”, em outras palavras, foi além do reparo.

 

Lição na parábola

 

Jesus estava ilustrando que podemos viver com sabedoria ou tolamente. Depende de onde nós colocamos a nossa fundação. Ele disse que, se prestarmos atenção ao que Ele disse-se e segui-Lo, vamos ser como o construtor sábio. Vamos atravessar as tempestades inevitáveis ??da vida as provações e dificuldades, porque seus ensinamentos são princípios firmes como a rocha e nos manterão seguros.

 

Sim, exige trabalho duro para fazer essas fundações, mas ela vai compensar a longo prazo. Em outras palavras, Jesus disse que Suas palavras são o melhor lugar para construir. Eles fornecem uma base sólida para as nossas vidas, nossas famílias, nossas amizades, nossas associações e nosso futuro.

 

Poucas pessoas compreendem a importância da fundação em Jesus descrita no Sermão da Montanha. Mas algumas pessoas ouvem e Jesus disse, e que eles “se maravilhavam da sua doutrina” (Mateus 7:28).

 

Na medida em que seus discípulos foram capacitados, esforçaram-se para viver como Ele viveu. Eles tentaram colocar Suas palavras em prática. Eles fizeram o trabalho duro e transmitiram o que eles aprenderam para os outros, e hoje estamos aqui como prova desse trabalho bem firmado na rocha.

 

O que eles provaram pela prática é que: Há apenas um alicerce seguro para viver uma vida abundante, que é Jesus Cristo. Essa fundação é Sua vida, morte, ressurreição e seus ensinamentos.

Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.
I Coríntios 3:11

 

Nosso ponto de partida:

 

Onde está o nosso ponto de partida? Devemos estudar o que Jesus ensinou sobre a vida e aplicar seus ensinamentos para o modo como vivemos nossas vidas.

 

Lendo os Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João nos dá uma noção de como Jesus viveu. Ele baseou seus ensinamentos sobre as leis e princípios revelados nas Escrituras. Lendo a Bíblia inteira, incluindo tanto o Antigo e o Novo Testamentos, aprofundando nossa compreensão de como Deus pensa e como ele planejou nossas vidas.

 

O apóstolo Paulo disse que a Bíblia é – Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra. II Timóteo 3:16-17

 

Em outras palavras, as Escrituras são uma base poderosa para viver sabiamente e em abundância, resistindo às tempestades inevitáveis ??da vida e seguir em frente.

 

Se você não está confiante de que o seu fundamento é seguro, nunca é tarde demais para escorar os alicerces. Aprofunde-se no Sermão da Montanha e de toda a Palavra de Deus para ver o que faz o trabalho Deus pode fazer em sua vida, e como você poderá suportar as tempestades da vida.

 

 

Adaptado e Traduzido por Ismael Ramos Moraes de: Jack Hendren em Build on the Rock