Sim, Deus é fiel! E você?

Já perceberam o quanto cantamos hinos a respeito da fidelidade de Deus? Sim, e Ele é Fiel! Suas alianças permanecem em cada nós, Suas promessas se cumprem, Suas misericórdias renovam-se a cada manhã, Ele é fiel para perdoar nossos pecados quando os confessamos, enfim. Não há como negar, em verdade, DEUS É FIEL!

Mas e nós, temos usado de fidelidade no nosso relacionamento com Deus, como manda sua Palavra? Afinal, temos sido fiéis ao Senhor ou, puramente, fiéis a uma liturgia?
Especialmente na imprensa, é comum denominar de “fiéis” todos que frequentam um templo espiritual, seja ele protestante, católico, judeu, espírita, budista ou islâmico. Nós, enquanto, Corpo de Cristo, cremos de modo diverso, temos uma noção de fidelidade, sobremaneira, apurada, porque a Palavra de Deus, nosso manual de vida maior, nos concede definição concreta e distante deste adjetivo secular tradicional, vago e meramente religioso descrito anteriormente.

“Mas o fruto do Espírito é: o amor, o gozo, a paz, a longanimidade, a benignidade, a bondade, a fidelidade.” (Gálatas 5:22)

Jesus Cristo, enquanto aqui esteve nos deu o maior testemunho de fidelidade a Deus. Apesar de saber o que o esperava, jamais desanimou, cumpriu sua missão com amor.

“Tende em vós aquele sentimento que houve também em Cristo Jesus, o qual, subsistindo em forma de Deus, não considerou o ser igual a Deus coisa a que se devia aferrar, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.”

O apóstolo Paulo também se mostrou servo fiel do Senhor, guardou seus mandamentos e confiou na Sua fidelidade.

“Dou graças àquele que me fortaleceu, a Cristo Jesus nosso Senhor, porque me julgou fiel, pondo-me no seu ministério.” (I Timóteo 1:12)

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” (II Timóteo 4:7-8)

Por fim, no livro de Apocalipse, temos categoricamente exposto o mandamento de Deus quanto à nossa fidelidade a Ele.

“Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida”. (Apocalipse 2:10)

Deus nos quer, enquanto seus servos, não como meros frequentadores de igreja, mas com disposição a Ele e serviço efetivo ao Reino. Incontáveis são as bênçãos que são derramadas em nossas vidas todos os dias. Verdadeiramente, muito Deus tem feito a nosso favor.

Reconheçamos, portanto, que nada temos, absolutamente, tudo é de Deus! Se não por Ele, sequer existiríamos. Sejamos fiéis, sim, em todas as circunstâncias. Nos oferecendo diariamente como sacrifício vivo de louvor a Ele, guardando Seus mandamentos e adorando-o com todo o nosso ser. Jesus Cristo nos provou que a fidelidade é um dos alicerces da vida cristã, essencial para que tenhamos uma vida abundante e assegurada a Coroa de Justiça.

Deus nos abençoe,

Postado em